Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



26
Set19

Ter lata, às vezes é tudo!

por Mãe Maria

Emprestei um livro.

Ao passar por uma agenda que tenho onde anoto certas coisas, vi lá que estava escrito a data do empréstimo do livro e a quem, não fosse eu esquecer.

Passaram mais de quatro anos. Demorou a devolução que acabei por me esquecer dele.

Pensei: deve ser tempo suficiente para serem lidos as poucas páginas que o livro tem. Então, perdendo a vergonha, aventurei-me e fui pedi-lo de volta.

 - Ah, sim, está lá em casa, seguramente, mas neste momento está dentro de um caixote. Estou a pintar o quarto. Em setembro vou de férias e depois trago. Pode ser!

Claro que sim. Se o peço e aguentei-me os mais de quatro anos de espera, até chegando a esquecer-me dele, mais mês menos, mês, o que eram ao pé dos mais de quatro anos?

Ligou-me a semana passada. Já tinha o livro. Quando eu quisesse, que passasse no gabinete dela.

Que lata, pensei eu. Nem se digna a vir trazer-mo à minha sala.

Como não passo por aqueles corredores, não me apetecia ir lá buscá-lo. Liguei-lhe, de manhã cedo a perguntar de não ia tomar o café habitual, ao bar.

 - Ah, hoje não posso agora. Mas faço assim, quando lá for deixo-o aos senhores do bar e depois você vai lá buscá-lo. Pode ser?

Claro que sim. Que mais podia eu fazer?

Vim do almoço e fui ao bar. Não havia lá "encomenda" para mim.

Voltei ao bar na manhã seguinte e a colega estava lá, na fila, à espera de ser atendida.

Quando me viu, disse que já tinha acabado de enttregar um saco com o livro, e eu que o pedisse.

Que lata, pensei eu de novo. Não se dignou a ir buscá-lo e a entregar-mo em mão. Eu que o pedinchasse.

Bolas, há gente com lata para tudo.


12 comentários

Sem imagem de perfil

Anónimo 26.09.2019

Nota mental - Nunca mais emprestar livros a quem não merece empréstimos!

https://titicadeia.blogspot.com/
Imagem de perfil

Mãe Maria 27.09.2019

Olá. Eu não me importo de emprestar livros. Este até era da filha e foi eu que lhe falei dele por ser didático para a filha dela. Não dei prazo de devolução. Contudo, espero sempre que haja bom senso. E achei uma indelicadeza da parte da colega, não mo ter dado diretamente.
Imagem de perfil

Luísa de Sousa 26.09.2019

Infelizmente existe gente com uma lata enorme!!!
Já me aconteceu o mesmo!!!!
Dá-me cá uma raiva!!!
Imagem de perfil

Mãe Maria 27.09.2019

É falta de consideração pela outra pessoa. E não esperava isso da pessoa. Eu nunca faria tal coisa. Beijinho.
Imagem de perfil

Cláudia Ventura 26.09.2019

É por essas e por outras que eu tento não emprestar livros....
Imagem de perfil

Mãe Maria 27.09.2019

Eu gosto de emprestar e até nem me rala muito se não mo devolvem. Este era da minha filha e era um livro que ela quer quardá-lo e, no presente, ela precisava dele para retirar umas ideias para o trabalho. A forma como o devolveu, é que parece ter sio de falta de delicadeza. Se calhar não o fez por mal. Mas eu nunca agiria assim.
Imagem de perfil

Anita 26.09.2019

Dá vontade de voltar a emprestar...
Imagem de perfil

Mãe Maria 27.09.2019

Conhecendo-me como me conheço, acabo sempre por emprestar. E se não me devolverem, fico triste mas nunca peço de volta. Deixo as pessoas agirem em consciência.Este livro era da minha filhota e além de ela o querer, estava agora a precisar dele.
Imagem de perfil
realmente, grande lata. não deve ser caso unico.
Imagem de perfil

Mãe Maria 27.09.2019

Há muita gente assim, infelizmente. Pode, neste caso ter sido distracção ou intencional, mas não caiu bem.
Imagem de perfil

Mãe Maria 27.09.2019

também concordo. Mas às vezes escapa-lhes. BFsem.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor