Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



09
Mar19

Pai

por Mãe Maria

IMG_20190309_131626_Bokeh.jpg

IMG_20190309_124628.jpg

IMG_20190309_125811.jpg

IMG_20190309_150211_514.jpg

Hoje acordei com um dia que me cheirava a primavera. No meu caminho encontrei esta linda senhora e fui fotografando-a. A sua beleza foi dissipando a dureza do meu destino. Um caminho não muito curto, um sobe e desce de calçadas com pedras já muito usadas e transpiradas. Uma ligação entre o lar onde a vida respira através dos nossos pulmões, até ao lugar onde habita dor, sofrimento, e onde há pulmões a respirarem com ajuda de máquinas.

Inevitáveis estes desvios na vida. Uma verdade há muito sabida mas adormecida dentro de nós. 

Encontrei-o adormecido, a respirar lentamente, ao ritmo que as suas forças lhe permitiam, no alto da sua longa vida. 

Abriu os olhos e a esperança dentro de mim renasceu, mais uma vez. Tem um olhar vago, distante, um olhar que não lhe reconheço. E faz-me doer. Não quero memorizá-lo neste abandono, nesta distância, nesta vida que é tão diferente daquela que ele vivia intensamente.

É um destino que não domino, nem o posso travar. 

E o que dói mais é saber que o seu próximo futuro será, assim, preso à indiferença da vida e que não o vou ver como sempre o conheci. 

No passado teve muitos momentos duros, arrastando tudo e todos para horas difíceis. Mas são momentos que tento varrer da minha memória guardando, apenas, os bons, aqueles em que o seu amor abarcaca o mundo e os seus filhos, que muito ama e amava.

 



Mais sobre mim

foto do autor