Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

4 sapos

4 sapos

26
Nov19

Onde fica o tempo entre os meus livros?


Mãe Maria

Admiro quem diz que lê uma centena de livros por ano. Até mesmo que digam que leram cinquenta, já me espantam.

Posso dizer-vos que eu, ainda tenho dedos nas mãos suficientes, para poder contar os que devoro ao longo dos doze meses de cada ano.

Não que não goste de os ler, ou não porque não exista em casa diversidade suficiente deles para escolher, não porque não os possa comprar. Nada disso. Serei até uma afortunada se vos disser que posso isto tudo. Apenas sofro daquele síndrome do "não tenho tempo". E não tenho, ponto final.

Poderia tê-lo se trocasse as tarefas que faço, pela leitura. Mas isso não acontece.

Gosto de ler, sim. Considero que gosto. Contudo troco a leitura, inconscientemente talvez, por tarefas que preenchem melhor o que gosto de fazer naquelas horas vagas, que não são horas de ações obrigatórias.

Se acrescentar as que são mesmo obrigatórias, a leitura fica no fim da pirâmide de prioridades da minha vida.

Como não uso diariamente transportes públicos, que seriam um ótimo tempo para a leitura, o dia só tem 24 horas e ainda tenho de dormir, onde fica, então, o tempo entre os meus livros?

Fica curto e acabo por me lamentar porque há tanto livro interessante.

Agora, faz-me também confusão essa enumeração, quase compulsiva, que leio por aqui, pelo número de livros já devorados.

Vejo-me a pensar nessas pessoas. No que farão elas? Só lêem? Se sim, se preenchem as as horas vagas todas assim, parece-me uma vida aborrecida. Mas não deve ser, concluo. Devo ser só eu a pensar assim. Contudo, isso baralha-me.

Preencher o meu tempo livre assim, obrigar-me-ia a estar parada num só sitio, muitas horas e eu tenho bichos carpinteiros suficientes que me impelem ao movimento.

Já me chega aquele tempo parado, obrigatório, em frente ao PC. Porque tem de ser. Porque é o meu trabalho e preciso dele.

Portanto, como ler não é mover, ler não pode ser para mim a prioridade número um para o meu precioso tempo livre. E fico feliz com os que consigo ler entre o meu tempo sobrante. É curto, mas é bom.

3 comentários

  • Imagem de perfil

    Mãe Maria 26.11.2019 22:19

    Ler faz falta. E sim, ler quando a vontade nós aperta e as palavras nós agarram. Beijinhos
  • Imagem de perfil

    Maria 26.11.2019 22:56

    Faz muita falta.
    Hoje, le-se pouco. Por isso se dá tantos erros de ortografia.

    O primeiro dinheiro que juntei , tinha 12 anos, comprei um livro. A menina do mar, depois fui para a fila na livraria, Sophia ia autografar. Ainda o tenho.
    Uma boa noite.
    Beijos
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Sigam-me

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D