Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



23
Jan14

Filho perdido

por Mãe Maria

Perdi a minha filha, um dia, era ela pequena, tinha para aí uns quatro ou cinco anos. Não sei ao certo porque a memória não reteve esse pormenor, de um dia, mais precisamente, de uns minutos de desespero.

 

Estávamos a ver um espetáculo, todos juntinhos. Como sou pequena, tentei equilibrar-me numa berma mais alto e o marido tentava dar-me apoio. Ao lado permaneciam as crianças, e uma irmã minha igualmente com os seus rebentos.

 

Quando desço, a minha pequena não estava, bem como no pequeno círculo onde nos encontravamos.

 

E foi um sobressalto. Havia muita, mas muita gente, estávamos apinhados e eu gritei, M......

Não obtive resposta.

Decidi partir em busca..mas para que lado, porque meios seguir??? Mas fui e gritava e ninguém me respondia, todos passavam e ninguém ligava. Afinal, o artista em palco era melhor que tudo o resto. Não se poderia perder pitada do seu último sucesso.

 

Depois de cinco minutos às voltas, segui em frente e bem no fundo do recinto, uma pequena criança, sozinha, dentro de uma grande camisola, a minha que, lhe tinha dado pois estava frio, caminhava ela em direção do nada.

 

Dei o meu último grito. Não sei se foi um suspiro, se desespero, se de completa alucinação, se apenas de uma alegria incontrolada.

 

Finalmente abraçava a minha pequena e que bom que foi.

 

Foram os minutos mais longos que tive. 

 

Como serão as horas de quem não teve esta minha sorte? 



Mais sobre mim

foto do autor