Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

4 sapos

Mãe de dois, 56 anos. Gosto de livros mas não me dedico 100% a eles. As costuras, pintura, cozinha, caminhadas e corridas ocupam o resto do dia. Fazer bolachas é um mimo, escrever é um alimento da alma.

Mãe de dois, 56 anos. Gosto de livros mas não me dedico 100% a eles. As costuras, pintura, cozinha, caminhadas e corridas ocupam o resto do dia. Fazer bolachas é um mimo, escrever é um alimento da alma.

4 sapos

16
Mai19

Comer insetos? Jamais, jamais, jamais?


Mãe Maria

Comer insetos, como gafanhotos, grilos, bichos da seda, etc,  é uma ideia que, logo à partida, me dá enjoos e vontade de vomitar.

Não me passa pela minha cabeça que qualquer destes ou de outros insetos, que dizem comestíveis e muito saborosos, venham a fazer parte dos alimentos a serem cozinhados na minha pequenina cozinha.

Mas é uma realidade que já não anda longe do nosso dia-a-dia, que já se pratica em países como Japão, ou noutros em que a escassez começa a fazer-se sentir. Se não acreditam leiam isto por aqui e vejam o que uma portuguesa, em Londres, tenta desenvolver com estes bichanos. Depois de lermos há uma tendência para considerarmos que já não fará parte dos nossos dias, que só as gerações vindouras abarcarão estes projetos.

Contudo, à velocidade que acontecem as coisas e se desenvolvem técnicas, creio que ainda irei ingerir alguns destes bichos. Não assadinhos na minha grelha mas, talvez misturados em barras alimentícias, farinhas ou bolachas. Eu, que nunca leio os rótulos, às tantas já os comi e não sei. Blhac!!!

Dizem que são proteicos e que poderão matar a fome a muita populaçção do globo onde a escassez abunda. Podem até ser, e ainda bem que ajudarão muita gente a sobreviver. Eu, não querendo parecer uma tia de Cascais, só os hei-de ingerir se não souber da sua existência. Atrevo-me a dizer " jamais, jamais, jamais!!"

 

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D