Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

4 sapos

4 sapos

21
Nov18

a natureza, vinga-se?


Mãe Maria

Em Borba ruiu uma estrada que todos viam que iria ruir, mais dia menos dia. Eu, acho que nunca conseguiria passar por ela, sem me dar uma epifania.

As imagens do local são impressionantes. Uma terra esventrada para lhe sugarem o interior que dá trabalho e dinheiro ao  Homem, não lhes restando uma mínima preocupação e respeito com toda a envolvência e a própria paisagem.

Usa-se, abusa-se e foge-se. Estes, usaram, abusaram e alguns deles foram engolidos pelo mal que causaram à natureza.

21
Nov18

balada ao silêncio


Mãe Maria

O silêncio é disforme e não se toca.

O silêncio sente-se e goza-se.

O silêncio silência e apazigua

as águas agitadas de oceanos salgados.

O silêncio é viciante e entranha-se nas profundezas da pele.

O silêncio é ouro e também morte

onde carpida nas lágrimas sofridas,

de um silêncio interior.

Toc toc,de mansinho envolve-nos

a hora sagrada de escutar o sossego do silêncio.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D